boquete na garagem





Bom, gostaria de me apresentar , coisa que não fiz no meu primeiro conto, me chamo Robson e tenho 22 anos , sou militar e atleta de natação e pentatlo militar, moreno , 1,75m de altura e com um corpo bem desenhado pelos constantes treinamentos tanto militar quanto esportivo. essa história foi antes de eu ser militar na época só atleta de judô ( sim fui por muito tempo mais depois que entrei no Exército larguei com medo de machucar) . Eu estudava a noite, fazia cursinho preparatório de tarde e treinava de manhã, quando eu saia da escola a noite eu sempre ia na praça perto da minha casa para conversar e malhar na barra e paralela, hehehe gosto muito, sempre era eu e o Gabriel malhando até tarde. Uma noite no entanto enquanto estávamos malhando vi uma amiga minha que estudou comigo no fundamental passando do outro lado da rua com roupinha de capoeira, pensei nossa a Carol tá gata e falei com meu amigo, ele disse para eu ir falar com ela e eu fui, chegando nela beijei sem querer mais já querendo o canto da boca dela e para minha surpresa ela nada disse continuou conversando comigo normalmente, perguntei sobre a capoeira e como estava a família e tal , estilo conversa de facebook, o assunto acabou realmente rápido e quando fomos nos despedir não agüentei e lhe dei um selinho na boca e atravessei a rua sem dar a ela chance de me dar um tapa ou pensar em outra coisa sei lá ... continuei malhando e depois de uns 30 minutos ela volta , eu já estava me preparando para ir para casa e o Gabriel também, ela veio e já me foi perguntando o que foi aquele beijo eu não respondi só a beijei outra vez e dessa vez não foi um beijo e sim "o" beijo e ela aceitou bem me acompanhou e não queria mais me largar, quando paramos eu a segurando pela cintura respondi que o selinho tinha sido uma desculpa para ela voltar e querer mais e deu certo, ela me agarrou com força e continuamos nos beijando, eu juro para vocês leitores foi a mulher mais fácil da minha vida! Ela me soltou e foi me puxando pela mão até a MINHA CASA ! quando cheguei em casa ainda tinha gente acordada, nessa época ainda mora com meus pais.Falei, Carol aqui não vai ter como, o que você quer ? ela prontamente me respondeu que queria meu pau e que adora fazer um boquete, irmão fiquei pasmo com a sinceridade da menina, logo pensei na minha garagem e a arrastei em direção a ela sem fazer nenhum barulho, foi só entrar na garagem e ela se transformou começou a querer me dominar e ditar as regras , eu deixei de vez em quando é legal só olhar e deixar elas trabalharem ... ela se ajoelhou e começou a chupar e lamber minha pica por cima da calça mesmo, me olhava com cara de safada e perguntava se eu queria que ela me chupasse (quem não ia querer ? ela é branquinha com as coxas grossas, bunda grande e peitos pequenos, cabelos cacheados castanhos claros, nariz fino e óculos que dá um charme magnífico no rosto dela) logo respondi que sim e fui abrir minha calça ela tirou minha mão e disse que não era para eu fazer nada que seria a melhor chupada da minha vida, abriu minha calça e tirou me pau já duro como pedra e de início foram só beijos molhados na cabeça para depois começar a lamber da cabeça até as bolas e ficar lá por uns instantes enquanto passava a mão pelo meu corpo, fui tentar por a mão no seu peito e ela foi logo tirando dizendo que hoje eu era seu brinquedo, quase gozei quando ela disse isso que garota de atitude, começou a me chupar devagar e foi acelerando e olhando para mim fazendo carinha de safada de vez em quando tirava meu pau da boca para olhar sua baba escorrendo nele e dizer como gostava de chupar uma piroca dura e voltava a degustar do meu pau depois de um tempo falei que iria gozar e ela nem se abalou continuou mamando com mais vigor e mais força só esperando eu gozar na boca dela, gozei .... mas gozei muito parecia que eu não gozava a séculos gozei tanto que foi saindo pelas laterais da boca ela foi engolindo sem tirar meu pau da boca ! pensei em gozar de novo quando vi , Carol só soltou do meu pau quando tinha certeza que ele estava limpo depois limpou os cantos dos lábios e o queixo de resto de porra que vazou da sua linda e gostosa boca deu um último beijo no meu pau e o guardou dentro da minha calça eu a levei em casa e nos despedimos com promessa para mais .... porém são outras histórias !

Postar um comentário

Designed by OddThemes | Distributed by Gooyaabi Templates