* Minha primeira teen




Olá pessoal, espero que esteja tudo bem com todos vcs...
Bom, antes de qualquer coisa, preciso dizer que o conto em questão é fictício, não passa de “coisa da minha cabeça”, com personagens reais e descritos conforme a realidade, apenas os fatos são inventados, mas confesso: adoraria que fosse real.
Ao conto:
Eu sou uma loira bem atraente, 20 anos, 1.65 de altura, 69 kg, meus olhos são verdes, seios médio pra grandes, quadril largo, cintura proporcionalmente fina, bunda grande e pernas grossas. Tenho uma amiga mais nova que eu 17 anos que ate então era minha “irmãzinha”, era eu quem a aconselhava a se cuidar com os meninos, a se proteger quando fosse rolar a primeira e todas as outras vezes, mas eu não sabia que eu seria a primeira transa dela... Ela é magrinha e baixinha, mas muito linda, moreninha.
Então, certo dia ela chega a minha casa sem avisar num fim de semana que meus pais tinham viajado, ela estava chorando, contando sobre um namorado que ela tinha pegado praticamente comendo a piriguete da escola, ela estava arrasada e pediu pra dormir comigo.
Pérola: - Ta bom. Ajude-me a por a cama de hospedes. – Respondi.
Jantamos, assistimos a um filme e fomos dormir com um selinho de boa noite (isso era comum entre nos e não havia maldade). Deitamos de conchinha e dormimos, ou melhor, ela dormiu pelo menos eu achei... Sentir aquele corpo pequeno envolvido pelo meu me tirava o sono, mas eu permanecia imóvel para não acordá-la, mas ela ao contrario se movia muito e encostava aquela bunda pequena e redondinha em mim, eu estava confusa, como eu poderia estar excitada com o cheiro do cabelo de minha amiga? Como eu poderia estar desejando outra mulher? E o pior era minha amiga, minha “irmãzinha emprestada”! Sem entender o que estava acontecendo fui à cozinha, peguei uma água na geladeira, sentei-me à mesa e comecei a chorar, derrepente...
Alice: - Amor? Senti sua falta na cama, o que houve?
Era Alice de pé na porta da cozinha, de camisola e pés descalços coçando o olho. Sequei meus olhos e respondi:
Pérola: - Só estava com sede... Quer?
Alice: - Não. Vc ta chorando? O que houve?
Pérola: - Nada, é só uma alergia mesmo.
Ela aproximou-se e sentou no meu colo, me deu um selinho como de costume, só q este foi mais demorado e ela não se distanciou, deu outro e outro que se transformou em beijo de língua. Um beijo doce, calmo, molhado... Aqueles lábios macios me deixavam louca!
Pérola: - Ai Alice, me desculpa eu não queria, não sei o que...
Alice: - Eu que te beijo e vc que pede desculpas? Rsrsrs... Vc não queria, mas eu quis e quero de novo!
Ai não teve mais como resistir! Agarrei-a e a beijei novamente, mas dessa vez foi um beijo mais ardente e selvagem, mas continuava sendo doce e molhado. Agora eu ate mordia seu lábio inferior e sugava sua língua. Ela levantou-se e me puxou pela mão em direção ao quarto, eu a agarrei novamente e assim fomos ate nosso ninho de amor, chegamos e caímos na cama, eu por baixo e ela por cima. Continuamos nos beijando e Alice foi tentando tirar minha camisola...
Pérola: - Não Alice, para! Vc ta fragilizada, não quero me aproveitar disso e vc é virgem e vc sabe que tem que ser por amor...
Alice: - Pérola, é por amor, eu te amo, ou vc acha que amor de amiga não é amor?
Pérola: - É amor sim, mas eu sou mulher e vc tbm...
Alice: - Eu sei, mas depois do que houve tenho certeza que homem nenhum merece ser dono de meu corpo, pelo menos pela primeira vez, e não existe pessoa melhor q vc q sempre esteve do meu lado em todas as horas, tanto boa quanto ruins... É pra vc q eu quero dar a primeira vez.
Pérola: - Pedindo assim vc me conquista menina! Espere aqui um pouquinho!
Fui ate a cozinha, peguei uma cobertura de sorvete sabor chocolate. Voltei ao quarto, beijei sua boca, pescoço, tirei sua camisola, virei-a de costas, derramei a cobertura pelas costas e bunda e suguei tudinho. Virei-a de frente, derramei mais cobertura pela barriga e seios e limpei tudo de novo. Aquela pele morena e cheirosa me tirava de mim, era tão macia e sedosa! Quando cheguei a sua cintura, puxei sua calcinha para baixo, era uma calcinha rosa com rendinhas bem romântica q cobria uma bucetinha linda, toda raspadinha só com um tufinho de pelos no inicio da rachinha, era 

bem pequenina, vermelhinha com um grelinho durinho lindo... Derramei cobertura na xotinha dela e lambi, fui pra cima e beijei sua boca com ternura e excitação... Voltei pra baixo, e cai de boca na buceta dela, Chupei com vontade o grelinho, mordi de leve, depois coloquei a língua devagar pra não “quebrar o selo” e Alice gemia, dizia q me amava, disse q não se arrependeria e q queria muito q fosse assim, então eu fiz o q ela pediu... Chupei o grelinho enquanto metia um dedo dentro com muito cuidado pra não machucar, mas foi só quando eu pus o segundo dedo q consegui romper o hímen, saiu um pouco de sangue, mas continuei chupando pra não quebrar o clima, Alice dizia coisas desconexas, murmurava e gemia agarrada aos meus cabelos, foi ai que aconteceu a coisa mais linda do mundo: Alice GOZOU!!! E gozou muuuuito... E eu gozei junto. Eu sei q nem tinha tocado na minha buceta, mas vê-la gozando daquela forma me enlouqueceu de tesão q foi inevitável, mas tbm se fosse não evitaria! Rsrsrs...
Parei de chupá-la e deitei ao seu lado, exausta, ou melhor, EXAUSTAS.
Alice: - Agora é minha vez...
Pérola:- Não. Eu já gozei e alem do mais a noite é sua! Foi bom?
Alice: - Muito... Nem no meu sonho mais perfeito foi tão bom!
Pérola: - E como vai ser daqui pra frente? Eu adorei transar com vc, mas... Eu não vou poder viver sem homem... Vc entende?
Alice: - Kkkkkk... E de onde vc tirou a ideia de q eu quero q vc viva sem homem?
Pérola: - Mas...
Alice: - Eu tbm não quero viver sem eles... Eles não prestam, mas a gente gosta! Amor eu não gosto de mulher, eu gosto de vc! Vamos ficar assim, um segredo só nosso, como um namoro proibido.
Pérola: - Ta bom, vc tem razão, mas, sinceridade sempre, ta bom?
Alice: - Beleza! Boa noite amor!
Pérola: - Boa noite, durma bem...
“Alice, se vc ler esse conto não saberá que sou eu e nem que é pra vc, pois nossos nomes estão trocados, mas talvez vc sinta que te desejo toda vez que me ver...”.

Postar um comentário

Designed by OddThemes | Distributed by Gooyaabi Templates