SANDRINHA BONECA-O inicio da transformação


Atualmente estou com 18 anos, tudo começou dos 13 para 14 anos, quando eu me vestia com as roupas de minha irmã mais velha, as roupinhas dela me serviam. Loirinha e pequena com apenas 1,60m tinha a bundinha bem arrebitada e redonda para um garoto da idade, todos comentavam. Todas as minhas fantasias envolviam homens maduros, grandalhões e bem dotados.
O desejo de ser mulher me dominava, queria ter uma bucetinha...seios. Queria ser possuída e fecundada por um macho viril e dominador... engravidar e ficar com os seios cheios de leite...
Fiquei sabendo que pílula anticoncepcional tinha hormônios e consegui pegar uma cartela da minha irmã... tomei e comprei outras. Meu corpinho começou a tomar formas femininas...

Com lingerie, fechava as pernas prendendo meu pintinho entre as pernas, fingia que era uma menina e me olhava no espelho me masturbando sem parar, gozava várias vezes durante o dia quando não tinha ninguém em casa e enfiava vários objetos no meu cuzinho.

Onde eu morava com minha mãe e a irmãzinha,era o segundo andar e dava para uma casa onde morava sozinho um negro enorme chamado Josias, acho que ele tinha uns 35 anos, mais de 1,80m e era muito forte, trabalhava como pedreiro.Eu estava apaixonada e queria me dar todinha para ele e perder minha virgindade.

A janela do meu quarto dava para a janela do quarto dele. Eu ficava olhando escondida para ele que já tinha percebido, ficava mexendo comigo fazendo sinais obscenos. Até que um dia, resolvi me mostrar para ele só de calcinha e soutien. Ele enlouqueceu e tirou o pau para fora. Fiquei hipnotizada olhando aquele pau grosso e negro brilhando na mão dele. Meu cuzinho piscava e estava ficando molhadinho de tesão. Provoquei colocando o dedo na boca e chupando. Ele entendeu. 

Naquela noite me chamou na casa dele e ficamos vendo filme porno. Ele começou a me acariciar e, de repente, me agarrou firme e beijou com paixão com língua e tudo. Eu só via estrelas e correspondi, era meu primeiro beijo. Daí para chupar o pau dele foi um passo, também era a primeira vez que pegava num pau de macho, mas já sabia direitinho como fazer. Senti o cheiro e o gostinho ácido das gotinhas que saiam daquele pau descomunal, até que ele gozou e inundou minha boca com toda aquela porra. Como ele segurava minha cabeça com as duas mãos, tive que engolir tudo.

Saí da casa dele com um pouco de nojo, mas tinha saboreado o sabor do macho e acabaria ficando viciada em tomar leite desse jeito. Mal consegui dormir e me masturbei várias vezes. Sabia que na próxima vez seria enrabada e teria que me preparar para isso. Conversei com ele depois de alguns dias e combinamos o dia em que eu me entregaria toda para aquele macho maravilhoso e seu pau descomunal. Vou contar isso tudo na próxima vez.

Postar um comentário

Designed by OddThemes | Distributed by Gooyaabi Templates