Minha primeira Cliente





Demorou um pouco pra gente ficar, a gente sempre se desencontrava, quando ela podia eu não podia e vice versa. a gente ficou conversando pelo msn todas as noite até transar virtualmente pelo msn a gente transou, rsrsrs e olha... ela me fez gozar eu fiz ela gozar tbm é claro... ai a gente combinou de se vê ir ao cujo motel, a tarde as 02:00 hora da tarde, único horário que ela podia, quando eu entrei dentro do carro dela, olhei pra ela e ela abaixou a cabeça, percebi que ela estava envergonhada, acho que pela nossas conversas picante pelo msn, eu achei aquilo tão fofo, eu perguntei se eu não ia ganhar nenhum beijo dai ela disse aqui não, então a gente foi direto para o motel, a gente chegou lá na garagem dai sim ela nem disse nada e começou a me beijar, aquele beijo macio delicado e ao msm tempo intenso e gostoso que so duas mulheres sabem dar, para quem acompanhou minha historia sabe que virei garota de programa, até então Maria Aparecida foi minha primeira cliente mulher, e uma mulher muito bonita não muito alta cabelos negros branca e um jeito meio antipático de ser não perguntei a idade, mas acho que tem uns 28 anos por ai, ela disse que pegou meu Email no jornal onde coloco anuncio como acompanhante.
Dai a gente passou a conversar pelo msn até ela dizer que tinha curiosidade de ficar com mulher e que estava sendo galhada pelo esposo e queria dar o troco e tal... mas vamos ao que interessa começamos a nos beijar na garagem do motel a essa altura minha buceta tava latejando afinal sempre tive vontade e uma grande queda por mulheres, mas não tinha transado com nenhuma mulher, afinal não sei se posso contar como transa o que tive com a dona Ana.
A gente ficou se beijando e se agarrando por uns cinco minuto dentro do carro, até que resolvemos entrar, quando saímos do carro fui prestando atenção em cada parte do corpo dela parecia que eu estava hipnotizada  aqueles cabelos negros bem lisos abaixo do ombro dava um charme maior nela combinava com o sorriso fácil que ela tem e que encanta quem vê, os olhos castanho escuro dar um certo charme a ela, realmente eu nem tava acreditando que estava em um motel preste a ter aquele corpo colado no meu, a gente entrou no motel, enquanto ela foi olhar o banheiro eu fui indo atrás dela, e abracei por trás e comecei a beijar o pescoço e massagear os seios dela eu podia ouvir a respiração ofegante dela e ela me disse alfo que não lembro mais, e que não deu tempo nem de responder ela se virou e começou a me beijar, nos duas ali perto daquele banheiro se beijando, eu tinha imaginado a gente juntas no motel de mil e uma maneira menos daquele jeito, ela começou a beijar meu pescoço foi tirando minha blusa eu ajudei ela a tirar minha calça jeans e fiquei ali em pé somente de calcinha e sutiãn, ela veio e me abraçou e nos beijamos novamente ai foi minha vez de tirar sua roupa, ambas ficamos so de roupas intima, cara! eu olhava pro corpo dela e não acreditava que ela tem filhos, a gente se abraçou eu comecei a passar as mão pelas costas dela e nisso ela me beijou e foi beijando minha boca com selinhos estalado dando leves mordidinhas nos lábios inferior e foi passando a língua no meu pescoço, chegando no meu ombro e começou a morde novamente, eu estava toda arrepiada, ela tirou meu sutiãn e começou a chupar, lamber e dava leves mordidas no bico do meu peito, eu não parava de gemer de tanto tesão, sentindo ela massagear um peito, e o outro ela chupava, ela me fez sentar na beira da cama e se ajoelhou no chão começo a beijar minha barriga e eu me deitei na cama com minhas pernas pelo lado de fora, ela ia passando a ponta da língua do meu umbigo ate meu pescoço e beijava minha boca, ficou fazendo isso por um bom tempo, e pra mim, aquilo era uma tortura eu queria sentir logo sua boca em minha buceta, ate que ela foi descendo fazendo o mesmo percurso de beijos e passada de língua pela minha barriga e quando chegou perto de minha buceta ja toda encharcada de tesão ela passou o dedo e levou até sua boca e disse huuuuumm não via a hora de sentir seu gosto e deu um sorriso cheio de malicia e começou a passar a lingua com movimentos pra cima e pra baixo na minha buceta e de uma vez começou a chupar, ela chupava com uma maestria que eu duvido muito que aquela era a primeira vez dela... nisso ela mandou eu subir mais na cama obedeci é claro e ela veio subindo na cama engatinhando em minha direção, eu não conseguia pensar em nada a não ser em admirar aquela mulher, ela começou a alisar minha buceta e caiu de boca novamente chupava lambia eu olhava pro teto e via pelo espelho aquela mulher de quatro entre minhas pernas, aquilo pra mim era tudo, ela colocou dois dedos na minha buceta e metia com força eu so conseguia gemer hora ela me chupava e hora ela metia os dedos na minha buceta, não aguentei mais e comecei a gozar ela abocanhou minha buceta e sugava meu gozo e dizia: isso goza minha safadinha goza na minha boca, por um momento parecia que eu tinha entrado em transe realmente vi estrelas, rsrsrsrsrs ela deitou do meu lado eu voltei em sí novamente e agora era minha vez de mostrar pra ela o que eu tinha vontade de fazer com uma mulher gostosa daquela rsrsrsrs

Postar um comentário

Designed by OddThemes | Distributed by Gooyaabi Templates