Meu irmão bad boy me surpreendeu



As orgias que realizava com Rafa se tornaram constantes,vira e mexe ele arrumava mais e mais machos pra me foder, e eu como boa putinha adorava,passava de rola em rola,era um fodelância só.
Mas o que aconteceu em um final de semana me surpreendeu demais.
Rafa me disse que tinha dois amigos dele que queriam me ''conhecer" e que um deles morava sozinho. Ambos eram de um time de Rugby,dois grandões. Um Se chamava Thiago,branco,fortão,lisinho,uma cara de safado e o outro que me agradou mais se chamava Gustavo,pele morena,cabelo preto raspado,uma boca carnuda,um corpo deliciosamente esculpido e uma única tatuagem de tribal no braço esquerdo.
Sentamos no sofá grande do dono da casa que era Gustavo.Fiquei no meio dos dois e sentei no colo do Rafa,Thiago tirou a camisa e me beijou apertando minha bunda,sentia o pau do Rafa duro embaixo de mim,nos beijamos e Rafa tirou minha camisa,Gustavo chupou meus mamilos,acariciando minha barriga,sai do colo do Rafa e sentei no colo de Thiago,demos um amasso forte,arranquei o resto da minha roupa,vi Rafa e Gustavo de paus duro na mão e se masturbando,Thiago apertava minha bunda,os três sentaram um do lado do outro e eu fui chupando aqueles cacetes duríssimos,chuapava encarando cada um dos meus machos,Gustavo me olhava como se nunca tivesse sido chupado,eu batia a pica dele no meu rosto e depois socava com tudo na boca,era uma pica muito gostosa,mais grossa que a de Rafa.
Abri as pernas e mostrei meu cu para eles,Thiago veio com tudo,beijou meu cu e começou a me chupar,eu gemi alto sentindo aquela língua ali,Rafa ajudava abrindo minha bunda e com isso eu fiquei chupando o cacete de Gustavo,socava inteiro na boca até engasgar,cuspia e voltava a chupar.Lambi aquelas bolas enormes e logo senti o cacete de Thiago dentro de mim,então,Thiago metia no meu cu,eu continuava pagando aquele boquete para Gustavo e punhetava meu irmão.
Aquele pau delicioso no meu cu,eu rebolava atento para dar prazer para Thiago,seu saco batia no meu saco,sentia uma dorzinha gostosa a cada estocada,ele tirou o pau dali depois de um tempo e eu sentei no pau do Gustavo.
Foi bem diferente,ele foi calmo,me ajeitou e beijando minha boca ele foi socando,quando entrou tudo ele me encarou e disse:
- Posso?
Gemi que sim,ele então meteu lentamente mas com força,eu havia esquecido que tinha mais gente ali,rebolava e ele me sustentava com as mãos,sentados e nos beijando,suas mãos fortes na minha cintura,sentia seu pau me rasgando,nunca havia sentido um tesão tão grande.Ouvia sua respiração ruidosa,sentia o cheiro forte de suor que vinha dele,sentia minhas costas molhadas com seu suor.
- tá gostoso?- ele sussurrou no meu ouvido.
- Tá.
- Gosta assim? - deu uma estocada forte.
- Aham…
-Assim? - meteu forte de novo.
Parecia que o mundo tinha parado ali,ele era Diferente,queria me comer,mas eu não era somente um cu,um buraco,ele estava me dando prazer realmente,acordei quando Rafa socou a rola na minha boca e começou a poder sem parar.Gustavo não parou de meter daquele jeito e ainda falava em meu ouvido
- Que delicia que você é,olha esse cu,que que isso? Que delicia,nunca comi alguém tão gostoso assim…
Sei que a foda me fez pirar,mas tudo continuou,ele gozou forte em mim,depois Rafa e Thiago me pegaram de jeito e em uma DP me depenaram.
Acabamos no quarto e dormimos.
De madrugada eu levantei,estava muito calor,Rafa e Thiago dormiam profundamente,roncando,mas Gustavo não estava ali,me levantei,tomei uma ducha,coloquei uma cueca que eu havia trazido,branca e fui até a sala,lá estava ele,sem camisa de bermuda preta,levemente suado.Ele sorriu pra mim e disse:
- Perdeu o sono?
- Perdi.
- Vem aqui comigo.
Eu fui,sentei ao seu lado,seu cheiro me inebriava.
- Você é uma delicia sabia? - ele disse no meu ouvido.
- Gostou?- eu sussurrei em resposta.
- Muito,queria ter você sozinho.
- porque não?
E nos beijamos,ele beijava lentamente,sua língua quente circulava pela minha boca,conhecendo todo o território,lambeu meus lábios e me encarou.Tirou aquele pau duro pra fora da bermuda,eu cai de boca. Ele gemeu baixinho.
- Que delicia de boca,isso chupa tudo,esse cacete é seu agora! Isso!
Eu chupava me deliciando com aquelas palavras,fiz um movimento de vai-e-vem com a boca que quase o fez gozar,ele me puxou delicadamente pelos cabelos e me beijou,tirou o resto da bermuda e deitou em cima de mim me beijando,coloquei as pernas ao redor do corpo dele,ele mordeu meu queixo,e começou a chupar meus mamilos,me exarava,beijou minha barriga,chupou meu umbigo,passando a ponta da língua que me fez ficar de pernas bambas e ai ele beijou minha virilha,mordeu a parte interna da minha coxa,lambeu meu pau e caiu de boca,gemi forte,ele chupava bem,engulia sem dificuldade meu pau,me encarava com a rola na boca,eu estava com o cu piscando nesse momento e comecei a socar um dedo no cu,ele percebeu,tirou minha mão,me deu um dedo pra chupar e depois socou aquele dedo em mim,eu tremia de desejo por ele,ele levantou minhas pernas,olhou meu cu,e deu um beijinho bem no meio do meu rabo,mordeu uma nádega,depois a outra,passou a língua delicadamente no meu cu,mordeu uma parte das pregas,socou a língua bem ali dentro do meu cu,eu gemi mordendo os lábios,ele beijava meu cu como se beijasse uma boca,socou dois dedos de maneira delicada,meu pau babava com aquilo,ele cuspiu no pau e socou no meu cu,deitados de lado ele começou a me poder.
Metia firme e calmo,me encarando a cada estocada,eu colocava as mãos em seu peitoral que já voltava a ficar molhado de suor,metemos silenciosamente,nos beijando,meu cu piscava naquela rola,o sofá era pequeno pra nos dois mas ficamos ali grudados,sentia cada pedaço musculoso do corpo dele,os beijos cada vez mais quentes,ele chupava minha língua,me pegava com as mãos fortes,metendo em um ritmo agora frenético.
Gozou na minha barriga,eu passei a porra pelo meu corpo com as mãos,ele sorriu pra mim e mandou eu gozar pra ele,me masturbei e gozei desesperado,nos beijamos até pegar no sono.
Acordei com Rafa me chamando.
- Vamos!- ele disse grosseiro.
- Mas?- fiquei espantando por que tínhamos combinado de ficar ali até no domingo a noite,e era de manhã ainda.
- Mas cara? - disse Gustavo
- Temos que ir mano,na boa.
Sem entender me despedi de Gustavo com um beijo delicioso,ele sussurrou:
- Eu te ligo,ok?
- ok!
Rafa me pegou pelo braço e fomos pro Carro,Rafa não falava nada,só dirigia.
Chegamos em casa e ele foi direto pro quarto,meus pais não estavam.Fui para o quarto ,ele estava sem camisa,deitado na cama dele.
- O Que aconteceu?- perguntei
- Nada viadinho! - ele disse
- Fala Rafa!
Ele se levantou com tudo,me puxou com as mãos,ficando com a cara bem na minha e disse:
- Eu assisti sua foda com aquele bosta! Não gostei! Você é meu!
- Como assim seu?
- MEU,ENTENDEU? Deixo te foderem quando eu quero,mas ele eu não quero! Não quero mais te ver com ele!
- Como assim?
- Você me ouviu!
- Você não é meu dono!
- Não?
Ele arrancou minha roupa,me deu um beijo que me fez cair na cama,ele foi rasgando minha roupa e eu desesperado arranquei a bermuda dele,e ali nos fizemos um dos sexos mais quentes que já havíamos feito. Ele gozou e então Não saiu de mim,adormeci com ele dentro de mim.
Acordei e ele me olhava.
- Ciúmes?
- É - ele respondeu.
- Porque?
- Porque você é meu.

Um comentário :

  1. Queria ter um irmão assim.
    ...ciúmes?
    Sim, você é meu...
    Amei!

    ResponderExcluir

Designed by OddThemes | Distributed by Gooyaabi Templates