Fantasia sexual perfeita

Fantasia sexual perfeita
Contos Eróticos - Flaralove

Já é noite, entediada resolvo sair para tomar alguma coisa, sozinha. Entro no primeiro barzinho que encontro, sento no balcão, o barman, alto, forte, cabelos compridos e barbudo, me serve uma caneca de chopp, pergunta se quero mais alguma coisa e digo que não.

Por um tempo, fico observando-o, imaginando aqueles braços fortes me pegando de jeito, me comendo de quatro, seu pau grande e grosso penetrando profundamente na minha boceta molhada.

Meus devaneios são interrompidos por uma garota magra, seios fartos, cabelos até os ombros, num vestidinho justo que deixa em evidência seu corpo perfeito. Ela olha pra mim e pergunta se estou sozinha, eu faço que sim com a cabeça, ela se oferece pra ser minha companhia, eu não nego.

Depois de alguns minutos de conversa, ela pergunta se pode me beijar, eu deixo, sinto seus lábios macios nos meus, suas mãos tocando meu corpo com desejo, o clima esquenta, esqueço que estou no bar, seguro suas mãos sobre meus seios, ela desce devagar, enfia o dedo na minha boceta que se contrai de tanto tesão.

Ela se levanta, me pega pelas mãos e me leva para o banheiro, o barman nos observa enquanto caminhamos. Já no banheiro, ela abaixa as alças do meu vestido e chupa meus peitos, passando a língua e mordendo o bico. Eu sento na pia, ela se ajoelha para me chupar, e o faz com maestria, roçando sua língua no meu clitoris que pulsa de prazer. Enfia seus dedos na minha boceta encharcada, num movimento de vai e vem, combinado com sua língua em meu clitoris, sinto meu corpo tremer, alertando para o que vem a seguir, gozo, ela não para, gozo de novo e ela se da por satisfeita. Me beija, posso sentir em sua boca o gosto do meu gozo, quero chupa-la.

Minha boca encontra seus seios, com os bicos duros, mordo, chupo, lambuzo, quero mais. Desço beijando sua barriga, minha boca desejando sua boceta quente e eu a chupo com vontade, enfio meu dedo no seu cuzinho apertado, sem desgrudar de seu clitoris delicado, ouvindo-a gemer, me pedindo mais: - Chupa essa boceta, assim, bem gostoso.

Alguém entra no banheiro, é o barman, chocado. Olho pra ele, que já não esconde a excitação, deixando o volume entre suas pernas aumentar. Me levanto, vou de encontro a ele, o beijo, aperto seu pau duro e digo: - Me come. Ele obedece, sem nenhuma resistência.

Volto a chupa-la, e sinto aquele, pau que é grande e grosso, como eu gostaria que fosse, penetrando minha boceta com firmeza, com força, num vai e vem cada vez mais frenético. Me fode com força, eu digo, e ele obedece.

Ela gozando com minha boca entre sua pernas, e ele quase gozando com seu pau na minha boceta. Chupa meu cuzinho, ela diz, eu faço. Lambendo seu cuzinho com meus deus penetrando sua boceta, ela geme, cada vez mais alto.

Ele, me segura com força, eu gozo, repetidas vezes com aquele pau gostoso dentro de mim, ela goza mais uma vez, ele anuncia seu orgasmo, nos abaixamos, deixando que seu gozo quente desça por nossas gargantas. Satisfeitas.

Postar um comentário

Designed by OddThemes | Distributed by Gooyaabi Templates