Transei com a minha vizinha lésbica

Contos Eróticos - Flaralove

Conto Lésbico:

Vou contar minha primeira experiência lésbica pra vocês, me chamo Stefanny, tenho 25 anos, sou morena, cabelos negros, 1,65 de altura e um corpo todo trabalhado na academia.

Sempre gostei de rola, adoro sentir um pau grande e grosso entrando na minha xaninha gostosa e sempre deixei os homens loucos com meu grelo saliente, isso me deixava constrangida quando era mais nova, mas quando vi que essa peculiaridade do meu corpo me trazia muito prazer, comecei a relaxar.

Eu namoro a muito tempo o Bruno, a gente tem uma vida sexual ótima e sempre curtimos ver filmes pornô juntos, e o tipo que ele mais curte é de lésbicas e já tinha dado indiretas várias vezes que adoraria me pegar e pegar outra mulher ao mesmo tempo, mas como sou muito ciumenta achei melhor não dar moral pra essa fantasia dele.

Comecei a ficar cada vez mais curiosa com esse tipo de vídeo e ficava toda molhada vendo aquelas mulheres lindas chupando a boceta da outra e gemendo de um jeito sensual, até estranhei, já que sempre fui feminina e nunca pensei em passar nem perto de uma boceta.

Tinha uma vizinha nova aqui do prédio que tinha fama de bissexual e comecei a reparar mais nela, as vezes ela chegava com uma garota e as duas pareciam muito íntimas e me peguei várias vezes pensando nas duas trepando, se chupando e me dava muito tesão a ponto de eu tocar várias siriricas numa noite até minha xaninha ficar toda assada, mas o importante era gozar.

Um dia cruzei com essa vizinha no elevador, cumprimentei, perguntei seu nome e ela foi bem simpática, então depois de 1 mês a gente já tava muito próxima e resolvi perguntar se os boatos sobre ela eram verdadeiros, ela disse que sim e fiquei curiosa e me pegava fantasiando todos os dias com ela.

Seu nome era Fernanda e ela era linda, mais alta que eu, magrinha, com carinha de nerd e ao mesmo tempo de safada e um dia a gente saiu pra um barzinho com amigos dela, ficamos bem altinhas e na volta pra casa convidei ela pra terminar a noite bebendo no meu ap.

Chegando lá coloquei uma música sensual, fiquei só de short e sutiã e notava os olhares safados dela pra mim, não resisti e beijei ela na cara e na coragem.

Foi um beijo gostoso, suave, ela me deixou bem molhadinha e logo foi tocando meus seios durinhos por cima do sutiã, depois disse que iria até o ap dela buscar uma coisa e voltava.

Quando voltou ela veio com uma bolsinha de onde tirou um óleo de massagem, passou em mim e começou a massagear e a cada toque dela eu ficava bem relaxada e molhada, a ponto de ultrapassar o short.

Fiquei bem molhadinha com aquela mulher

Ela tirou meu sutiã, chupou meus peitos e nunca recebi uma chupada tão gostosa, a essa altura meu grelo tava doendo e bem inchadinho, então eu beijei aquela boca e ela abriu meu zíper, abaixou o short, tirou minha calcinha e começou a brincar com os dedos na minha boceta me levando a loucura enquanto me chamava de safada por eu estar molhada por ela.

Essa mulher chupou minha boceta de um jeito tão gostoso, mordia de leve, enfiava a língua dentro, mamava meu grelinho, depois passava a língua na ponta do clítoris, me deixando doida, não demorou e gozei gostoso na boca dela.

Depois ela tirou uma cinta da bolsa, com um pênis enorme acoplado e mandou eu abrir as pernas, enfiou aquilo de vez e começou a meter bem gostoso.

O peito dela roçava no meu aumentando o tesão, e cada vez que ela metia era um barulho sexy dos nossos corpos batendo, não demorou e gozei de novo.

Depois ainda deixei ela comer meu cuzinho com o strapon e fiquei toda arrombada e excitada ouvindo ela me chamar de putinha gostosa e dizer que nunca tinha comido um cuzinho tão gostoso.

A Fê ainda é minha vizinha e a gente transa muito, mas agora tô tentando convencer ela a participar de um menage com meu namorado e eu, e ainda vou conseguir rs.

Postar um comentário

Designed by OddThemes | Distributed by Gooyaabi Templates